O Brasil é um dos países mais burocráticos do mundo quando se trata de legislação tributária. Entre 1989 e 2017, segundo o acompanhamento anual realizado pelo IBPT (Instituto Brasileiro de Planejamento e Tributação), foram editadas mais de 363 mil novas regras relacionadas a impostos no País. Além de alterações nas obrigações já existentes, o governo aprovou, nesse período, 97 emendas institucionais, criando ainda mais tributos, como Cofins, Cide e CSLL.

Esse sistema complexo causa muita confusão e afeta diretamente a produtividade das organizações. Buscando simplificar os processos, cada vez mais empresas têm procurado a automatização. Mas, para que o nível de eficiência seja realmente atingido, é importante que os gestores escolham um sistema ERP que contemple as questões fiscais e tributárias no momento de digitalizar as suas operações.

Como um sistema ERP que não prevê a questão tributária afeta as empresas

Retrabalho, gastos desnecessários e um grau significativo de incidência de erros são alguns dos problemas causados por um sistema ERP que não possui uma solução tributária embarcada.

Para tornar essa afirmação mais clara, vamos pegar como exemplo um tributo simples, como o Imposto de Renda retido na fonte. Um sistema que não está totalmente integrado fará apenas o cálculo desse imposto, sendo necessário utilizar outra ferramenta para realizar a leitura desse campo, gerar as obrigações acessórias, as guias de pagamento e detalhar o recolhimento de IR retido na fonte por CNPJ.

Assim, uma simples retenção de Imposto de Renda acaba se tornando algo extremamente demorado para ser processado pela empresa apenas porque a tecnologia não tem um conceito de tributos pré-programado. E estamos falando de apenas uma das tantas obrigações a que as organizações brasileiras estão sujeitas – imagine repetir esse mesmo procedimento para cada imposto que precisa ser considerado pela empresa.

Esse desperdício de tempo causa uma queda significativa na produtividade de toda a companhia, além de não ser o único ponto negativo de uma solução que não tem a legislação tributária integrada. O fato de o software não contemplar esse fator afeta ainda os custos, uma vez que será preciso investir em sistemas adjacentes.

A possibilidade de erros também aumenta. Como a automatização não é total, a área fiscal precisa fazer o controle de dois sistemas simultaneamente para conferir se as informações estão alinhadas. Sabemos que um processo que ocorre de forma manual está sujeito a uma série de incorreções, como o esquecimento de algum dado ou uma análise equivocada por parte do profissional que está fazendo esse trabalho.

Conheça as vantagens de uma solução que contempla as regras de impostos

Todas as adversidades citadas são eliminadas a partir do momento em que a empresa tem a legislação tributária contemplada no seu sistema ERP.

Nesses softwares, todos os impostos federais, estaduais e municipais funcionam de forma automatizada, algo essencial para que as empresas não tenham dores de cabeça com multas ou outras penalidades. Nas operações de venda, por exemplo, o cálculo do ICMS na nota fiscal é registrado automaticamente, de acordo com o que está previsto na legislação.

O mesmo acontece com os produtos com substituição tributária, em que é preciso fazer o cálculo de acordo com a legislação do estado para o qual o produto será remetido. As regras brasileiras têm um nível de detalhamento tão grande que somente uma solução especializada consegue tornar essa dinâmica eficiente.

Nos sistemas ERP que contam com essa solução embarcada tudo flui de maneira mais ágil, já que quando um documento é inserido na plataforma é possível realizar, no mesmo local, várias atividades do processo fiscal, contábil e financeiro. A integração dos módulos suprimentos, fiscal e financeiro, proporciona uma maior exatidão e velocidade na geração das obrigações fiscais acessórias e do cálculo dos impostos.

Essa dinâmica acaba com a necessidade de abrir e fechar aplicações diferentes. O programa lê a informação e está configurado para fazer o cálculo automaticamente, de acordo com as regras da empresa e da legislação tributária em vigor. Com um sistema ERP com esses recursos, só é preciso emitir os relatórios e fazer os fechamentos fiscais.

Esse é um avanço importante para um país que segue na liderança entre as regiões onde as empresas gastam mais tempo para calcular e pagar impostos. Segundo o Banco Central, são 1.958 horas por ano, em média, dedicadas a essa atividade.

Diferenciais do ERP Dressler

A Dressler tem um sistema ERP configurado com as melhores práticas do mercado. Desenvolvido com base na tecnologia criada pela Senior Sistemas, referência em soluções para empresas, ele foi adaptado com uma série de módulos e já vem preparado para atender às áreas contábil, financeira, de orçamento, de compras, fiscal e de recursos humanos.

Os clientes utilizam o ERP com planos de contas contábil e financeiro, que podem ser ajustados para qualquer tipo de empresa da área de comércio, indústria, serviços, de tecnologia ou do setor elétrico. Além da prestação do serviço e de operar o sistema, a Dressler também entrega alguns processos para o próprio cliente executar, dando treinamento para as pessoas envolvidas e suporte para o contratante.

Outro diferencial são os desenvolvedores da Dressler, especializados no sistema Senior, que podem configurar o ERP para atender às necessidades de cada cliente.

Com relação à legislação tributária, podemos pegar como exemplo o setor elétrico, uma das áreas de atendimento da Dressler. Nesse segmento, é aplicado o REIDI (Regime Especial de Incentivos para o Desenvolvimento da Infraestrutura), que prevê uma tributação específica de PIS e Cofins com regras estabelecidas pela Receita Federal. A emissão de notas com códigos e números específicos já está toda prevista no ERP Dressler, o que dá segurança e tranquilidade para os operadores que atuam nesse setor.

Há ainda uma série de outras vantagens ao adotar uma solução da Dressler. Para conhecer melhor nossos serviços, contate-nos e siga acompanhando as publicações do nosso blog.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *